TOP 40 | As melhores faixas do K-Pop em 2014 (40ª até 26ª)

E lá vamos nós em mais um passo para acalmar o TOC desse blogueirinho fundo de quintal, que odeia ver espaços em branco na aba “melhores do ano” lá em cima. No caso, é hora de revisitarmos o ranking com os maiores destaques do K-Pop no ano de 2014 – cujo post original acabou se perdendo em formatações quando migrei o blog da plataforma do Google para o WordPress. Bom para mim, que dou uma atualizada na escrita e nas opiniões. Bom para vocês, que ainda não eram nascidos nessa época e nem devem ter ideia dos bops que estão perdendo.

Enfim, como já é comum desse tipo de postagem, separei as minhas 40 favoritas, dividindo em três partes, com a primeira saindo agora e as outras amanhã e depois. Obviamente, número de vendas, sucesso, relevância ou impacto cultural não importam. Isso e um blog pessoal, minha opinião é a que vale. :v

2014 é um ano que eu guardo com certo… Carinho em relação ao Pop asiático. No K-Pop, em especial, não foram tantos assim os troços magnânimos mudadores de vida, mas eu estava tão on fire cobrindo tudo para um site famosinho desse assunto à época que ouvir essas faixas me retomam momentos de alegria e empolgação com esse cenário bem bacanas. De lá para cá, a minha opinião mudou bastante, mas continua sendo um período de tempo bastante nostálgico. Tanto que posso afirmar que as 5 faixas que encabeçam essa lista estão fácil entre as minhas 10 favoritas do Pop coreano em todos os tempos.

Preâmbulos tirados da frente, vamos ao que interessa…

Continue lendo “TOP 40 | As melhores faixas do K-Pop em 2014 (40ª até 26ª)”

Anúncios

ALBUM REVIEW | F(x) – Red Light (2014)

E aí que irei soltar já amanhã a primeira parte do top com as melhores faixas do K-Pop em 2014. No entanto, não poderia fazer isso sem antes relembrar esse que, em minha opinião, é o melhor álbum coreano que já escutei.

Confiram meus pitacos sobre o imbatível Red Light, do F(x)

Continue lendo “ALBUM REVIEW | F(x) – Red Light (2014)”

Taeyeon solta seu John Wick interior em novo MV, “Something New”

A carreira solo da Taeyeon, para mim, é montada de modo a explorar dois fronts ligeiramente específicos, mas interessantemente bem executados no que se propõem. Quase como aquilo de lados “red” e “velvet”, sacam?

Um funciona comigo, o outro não tanto. Em qual deles Something New se encaixa? Explicarei…

Continue lendo “Taeyeon solta seu John Wick interior em novo MV, “Something New””

BLACKPINK, “DDU-DU DDU-DU” e a dificuldade de curtir um grupo cujas músicas não dão vontade de ouvir

 

E aí que o BLACKPINK tá na área, depois de quase um ano de hiato, muito descaso da YG Entertainment, piadas sobre o enorme repertório de 5 músicas e uma centelha de fãs/blogs do Pop ocidental tentando fazer acontecer a máxima de que elas são o maior nome do K-Pop na atualidade.

Eu poderia fazer outro daqueles posts bait super apelativos e reunir mais algumas dezenas de milhares de views acompanhados de xingamentos (saudades 2016), mas o meu sentimento ao escutar DDU-DU DDU-DU caminha bem mais para o lado da decepção que do deboche:

Continue lendo “BLACKPINK, “DDU-DU DDU-DU” e a dificuldade de curtir um grupo cujas músicas não dão vontade de ouvir”