“Heart Attack”, da Chuu, é o single mais ~qualquer coisa~ do Loona nesse ano

Todas as listas de fim do ano aqui do blog já estão no ar e eu até já estava preparado para sair de férias, mas aí a BBC me inventa de soltar a garota do mês de dezembro agora, quase na virada pra 2018.

De qualquer forma, não é como se isso significasse algo, já que Heart Attack é o single mais qualquer coisa do grupo desde… Novembro do ano passado? Acho que sim. Bom, confiram aí o solo da Chuu e já conversamos…

Antes de vocês se descabelarem e me xingarem nos comentários apenas por dizer que isso aqui está “qualquer coisa”, preciso explicar que, não necessariamente, isso quer dizer que “Heart Attack” está ruim.

Na verdade, é bem difícil que, com o grande time de produtores envolvidos no Loona, saia alguma coisa realmente ruim do grupo. A música está bem feita, o uso de signos retrôs por si só se destaca, já que pouca gente fez isso em 2017, tá tudo redondinho, a voz da Chuuuu é interessante e atende legal às extensões necessárias para esse tipo de número.

Mas, é, está bem “qualquer coisa”. Não inova, não rompe barreiras, não se difere da manada. Digo isso comparando não só com trecos tipo “Eclipse”, “Singing In The Rain”, “Love Cherry Motion” e “New”, que apostavam numa pegada instrumental mais ousada contemporânea, mas também com “ViViD”, “Kiss Later” e “Let Me In”, também dotadas de elementos antiquados para suas construções.

Quer dizer, fosse lançada por um Elris da vida, confesso que eu mesmo nem daria bola. Então, mesmo sendo stan do grupo, não tem muito sentido eu jogar confete nisso, sendo que, daqui dois dias, nem devo mais lembrar como ela soa.

Nesse quesito, a b-side disco com a Yves, “Girl’s Talk”, é bem mais legal e marcante. Ficaria em casa no repertório do Brown Eyed Girls, por exemplo…

Por outro lado, o MV é mais uma boa produção do DigiPedi. Não rolam easter eggs realmente válidos quanto ao ~loonaverso~, mas essa relação de “eu quero ser que nem a senpai” da Chuu para com a Yves é muito bem ilustrada. Acaba sendo o carro chefe desse release. A mensagem de que nós não precisamos ser as ~maçãs verdes~ (reproduções com leves alterações daqueles que nos inspiram) e sim os ~morangos~ (buscando identidades próprias) é ótima.

E talvez me renda um bom meme para o ano que vem…

:v
Anúncios

6 comentários em ““Heart Attack”, da Chuu, é o single mais ~qualquer coisa~ do Loona nesse ano

  1. Eclipse>Sweet Crazy Love>Love Letter>New>Love Cherry Motion>Let Me In>Singing in the rain>Girls talk>Heart Attack>Vivid>Sonatine>Love e live>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>Música da hyunjin>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>Kisunun daume>The Carol

    Curtir

  2. Lunei é o maior paga pau do Bruno, tirei a prova disso agora
    Bom, Heart Attack me lembrou Kiss Later um pouco (Qual a idade dessa mina? O-O), e eu curti ora caramba, mas não é nem de longe tão bom como eu tava esperando

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s