Throwback Playlist | 2004s Asian Pop

Como prometido, as throwback playlists estão de volta aqui no blog em 2018. Dessa vez, tentarei seguir um ritmo mais correto e postar isso, ao menos, uma vez por mês.

Enfim, 2004. Um ano ótimo onde uma porrada de troços incríveis saíram no J-Pop e, curiosamente, uma pequena porção de artistas coreanos começavam a se adaptar às tecnologias de produção da época, com as músicas de lá começando a ficar escutáveis, ainda que a passos curtos.

Abaixo, 20 dos melhores lançamentos daquele ano, sendo metade japa e metade coreba. Huh, eu optei por cortar aqui alguns atos já manjados dessa série (Koda Kumi, Capsule, Mika Nakashima…), pois suas contribuições musicais não foram tão interessantes, me sendo melhor tacar album track de duo k-rapper no lugar. Então, não estranhem…

01. JinuSean – Phone Number: O último álbum do JinuSean, “Norabose”, é inacreditavelmente legal e Pop para um grupo de rap coreano no início da década passada. A maioria das músicas soam bem como aqueles números 2000s característicos das rádios americanas à época. “Phone Number”, por exemplo, é algo que estaria em casa no repertório do Sean Paul de boas. Btw, quantos trainees da YG vocês conseguem identificar nesse vídeo? Pontos extras para Kahi piranhando gloriosamente.

02. Baby V.O.X – Play: huahuahua com um grupo coreano regravando “Play”, da Jennifer Lopez e ainda creditando ela na faixa, sendo que a parte vocal utilizada dela, na verdade, é com a Christina Millian cantando. Funciona pelo lulz.

03. BoA – My Name: Essa aqui é tão boa (com o perdão do trocadilho). Acho que foi a partir desse momento que a SM começou a refinar suas produções, com os vocais casando corretamente nos instrumentais. Dito isso, é o melhor single coreano da BoA até esse momento. As coisas mudariam já no ano seguinte, mas isso fica pra próxima playlist.

04. Se7en – Crazy: Uma porrada de gente da YG lançou coisa em 2004. No front dos solistas, a que mais curti ao pesquisar para esse post foi essa “Crazy”, de um tal de Se7en, que parece ter feito bastante sucesso por lá nos anos 2000. Os números de oppa fodão poderiam voltar a ser assim, viu.

05. JinuSean – Tonight: Mais YG, mais JinuSean. Dessa vez, com um instrumental eletrônico mais setentista, mas investindo naquela fórmula certeira de versos fortes e destaque para um vocal feminino no refrão. Uma das melhores deles.

06. Uhm Jung Hwa – Union of the Snake: Não curti tanto o “Self Control”, LP duplo que a Uhm Jung Hwa lançou em 2004, não. Acho que as evoluções tecnológicas ainda não tinham chegado na gravadora dela, o que faz com que as canções me soem datadas e, de certa forma, amadoras aos ouvidos. Ainda assim, alguns troços bem legais puderam ser retirados da extensa tracklist. “Union of the Snake” é um deles, mesclando disco com house de maneira deliciosa. Bem que ela poderia regravar isso aí com as melhorias de hoje em dia.

07. Epik High – Peace Day: O segundo LP do Epik High, “High Society”, também é tão bom, cheio de jams divertidíssimos que dão vontade de cantar junto e melodias pegajosas ótimas. “Peace Day” foi o lead single e, sem dúvidas, é um grande destaque na tracklist.

08. Ayumi Hamasaki – Game: Indo pro Japão, Ayu também lançava outro álbum ótimo, o “My Story”, com várias outras músicas nele que contribuíram para que ela fosse um dos grandes nomes nipônicos da década passada. “Game” vai naquela onda de criar uma farofa Pop com elementos de Rock que usavam muito antigamente. Poderiam voltar com isso, não me oponho.

09. Asian Kung-Fu Generation – Rewrite: Só uma das melhores animesongs de todos os tempos.

10. Flow – Go!!!: Várias e várias faixas da soundtrack de “Naruto” acabaram chamando atenção internacionalmente dentro do nicho otaku. “Go!!!”, certamente, está entre as três maiores nisso. Que refrão foda.

11. Aikawa Nanase – Unlimited: Pouca gente conhece essa, mas rola um afeto particular aqui, pois ela serviu de opening para “Samurai 7”, que possivelmente é o melhor anime que assisti na vida. Ao público capopeiro, pensem em como seria a Park Bom cantando um tema de anime, pois o resultado seria esse.

12. SaGa – Brighter Side: Abertura do toscovilhoso “Viewtiful Joe”, clássico daquele bloco de animes da Rede TV1 que eu esqueci o nome. Eficiente na proposta de mesclar Rock com Hip Hop.

13. Puffy – Hi Hi Puffy Ami Yumi Theme (eng. vers.): Óbvio que eu incluiria aqui o tema original do desenho animado da Ami e da Yumi na Cartoon Network. Talvez eu curta mais a impagável versão brasileira, mas isso é um hino bobagento do início ao fim

14. Uhm Junh Hwa – Crush: A outra faixa ótima do álbum da Uhm Jung Hwa é essa aqui. Bem disco, bem funky, bem divertida. Repito, ela deveria regravar tudo com a tecnologia de hoje em dia.

15. JinuSean – Good Time: Outra gema do LP do JinuSean. Adoro esse riff lembrando música folclórica/tradicional oriental. O que será que esses dois fizeram pro YG deixar eles tanto tempo na geladeira? Ansioso para o livro que isso pode render.

16. Epik High – High Skool: Outra do Epik High, fechando a invasão urban coreana aqui nessa playlist. Tão noventista essa. Poderia tocar no baile charme de Madureira, com todo mundo dançando pra lá e pra cá entre troços do Teddy Riley.

17. Ayumi Hamasaki – Moments: Baladão lindo e gigantesco que sempre bate ponto em álbuns da Ayu. Claro que é uma das melhores músicas nele. Vendeu mais de 300 mil cópias físicas na época e ficou em #1 na Oricon por duas semanas.

18. Namie Amuro – All For You: Eu sei que os fãs da Namie virarão os olhos comigo ignorando as farofas que ela estava lançando nessa época e que, no ano seguinte, entrariam pro “Queen of Hip Hop”. No entanto, essa balada aqui é tão boa, envolvente e cafona (no bom sentido) que eu não consigo não preferi-la. É a vida.

19. Ayumi Hamasaki – Carols: Outro baladão #1 da Ayu, com mais de 1 milhão de downloads e centenas de milhares em vendas físicas. Sério, escutem “Carols”. É o tipo de música que justifica o porquê de jotapopeiros velhos (oie) comumente serem tão rígidos com ballads coreanas água com açúcar hoje em dia. Há emoção.

20. BoA – Meri Kuri: Tá, isso aqui está mais na lista por ser um recorde da época e tals. “Meri Kuri” acabou virando o “All I Want For Christmas Is You” dos japoneses. É uma música bem bonita, ao fim, embora só cole mesmo no natal.

DOWNLOAD

Infelizmente, o player do Mixcloud não embeda corretamente nesse layout do WordPress e eu não tenho ideia de qual outro utilizar aqui. Então, por enquanto, não vai ter a opção de streaming, só de download. Caso eu resolva esse problema, atualizo o post mais para frente.

Para quem curtiu o formato, as listas com as melhores dos anos 2000, 2001, 2002 e 2003 já estão no ar. Logo logo, volto com a de 2005.

 

Anúncios

10 comentários em “Throwback Playlist | 2004s Asian Pop

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s