Em “One”, Samuel entrega muito shade no que poderia ter sido o melhor K-Pop de 2018 até então

Vamos todos ser sinceros? O Samuel foi, de longe, o melhor troço extraído da segunda temporada do “Produce 101”. Sua persona e repertório são absurdamente mais interessantes que qualquer coisa feita pelos vencedores, Wanna One, além de todos os demais desdobramentos surgidos do reality

Sixteen é um puta bop que ouço com maior frequência que vários números consideráveis superiores do ano passado, Candy não fica muito atrás. Então, obviamente, eu estava com expectativas bem altas para esse comeback, ainda mais somado ao fato de que o lead single traria shades inevitáveis, que explicarei mais pra frente.

E já adianto: One atendeu várias das minhas expectativas, mas algo nela estraga o potencial desse em ser o melhor K-Pop de 2018 até então…

No caso, essa porra desse break desacelerando a faixa após o primeiro refrão para entrar os versos de rap do cara do BTOB.

O Brave Brothers conseguiu aqui criar uma atmosfera sombria e dramática bacana que casa com esse estilo 90s Dance muito bem. O instrumental é maravilhoso, o teclado creepy é bom demais, toda ela é envolvente, com versos fortes e um refrão sing-along delicioso. Não fosse essa inserção, seria um puta K-Pop, talvez o melhor que escutei desse ano.

Mas o break não condiz com o resto. É como se tivessem catado uma outra demo e costurado ali, pois ele não casa em nada com o tempo, com a melodia, nem mesmo com o tom cantado até ali. Que crime. Não chega a estragar o pacote todo, pois as demais partes ainda são maravilhosas, mas impede que ele seja perfeito.

Enfim.

E esses shades todos pra cima do One? :v

“Tu não pode nem morrer sem mim”, “Eu sou o único em sua cabeça”, “Você tenta fingir que não, mas minha imagem fica pairando em você o dia todinho”, “Para de se fazer de metido no porão da YG, de ficar duvidando de mim, de agir de maneira ambígua”. EITA QUE ELE NÃO CONSEGUIU SUPERAR ESSA SEPARAÇÃO!!!1

Ahein. Pra quem não entendeu, o Samuel fazia parte de um duo na gravadora do Brave Brothers, o 1Punch:

No entanto, o “1” da equação resolveu abandonar o barco e, por sabe-se lá qual motivo, assinar com a YG para uma carreira solo:

Que obviamente não deslanchou, deixando ele só com dois singles e uma estadia de tempo indeterminado jogando Uno com a CL e o JinuSean no porão da empresa. Nesse meio tempo, o “Punch” já soltou dois minis e um LP completo. E agora esse mar de alfinetadas? Não deve estar fácil pro One não.

Aguardando aqui o repackage com a title “Seventeen”.

Anúncios

11 comentários em “Em “One”, Samuel entrega muito shade no que poderia ter sido o melhor K-Pop de 2018 até então

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s