PLAYLIST | Asian Pop 2018: Update de maio

E maio se foi, assim como todas as nossas esperanças de 2018 ainda estar no começo. Já estamos no último mês do primeiro semestre. Como a vida passa rápido. E eu ainda nem comecei as minhas resoluções de ano novo. Risos.

Enfim, hora de elencar os destaque das últimas quatro semanas, que foram surpreendentes em lançamentos… Japas! Pois é, mais da metade das faixas que separei em minha pastinha mensal foram de acts da terra do Goku, que finalmente parece ter acordado para a vida:

Sheena Ringo salvando o país colocando todo mundo pra cantar covers dela num LP comemorativo de 20 anos…

Infelizmente, boa parte delas não está disponível no Spotify – ou estão, mas não para o Brasil. O que é uma pena, visto o provável maior J-Pop dessa primeira metade do ano, “Teacher Teacher”, do AKB48 (pois é, também estou chocado), fazer uma falta tremenda na tracklist, assim como “Secuxiii”, do Juice=Juice, o par de singles do Angerme (ambos igualmente incríveis, cada um da sua maneira), “Romance”, da Kato Miliyah e “Hatsukoi”, da Utada. Vamos torcer para, futuramente, colocarem-os por lá. Em meu celular, no entanto, já estão brilhando.

Dito isso, vamos aos comentários das 25 presentes…

01) UNB – FEELING: Grupo masculino formado com os vencedores do “The Unit” entregando um farofão EDM como debut. Impressiona bastante por não apelarem para outros templates mais fracos, como os de oppa fodão yolo do Hip Hop ou alguma bobagem melosa pseudosentimentalista. Ótima paçoca. Querem apostar quanto que será minha “Energetic” desse ano, aparecendo em último lugar no top 2018?

02) PRODUCE 48 – NEKKOYA: Ainda no leque de survival shows, “Nekkoya” não só é fácil a melhor “Pick Me” em todas as temporadas e nacionalidades de Produce 101 (ouviram a chinesa? É chaaaata), mas de qualquer variação de reality asiático do tipo. A de 2015/16 rolava pelo fator trash, a de 2017 foi divertidinha, passável, mas isso aqui é bom em todos os sentidos. Inclusive, a versão japa >>> coreana.

03) E-GIRLS – JUST A LITTLE: O E-Girls finalmente encerrou uma de suas piores eras em todos os tempos, mas de uma maneira ainda pior do que eu esperava. O LP com os singles mais recentes é fraquíssimo, enquanto as versões dos anteriores sem a voz de gata do sio da Ami perdem boa parte da mágica referente à marca. Ao menos, a title e essa b-side daquela faixa emulando Flower se salvam no mar de merda. “Just a Little” é um pancadão vibrante, encantador, divertido. O melhor delas em anos.

04) SHINEE – GOOD EVENING: Como disse no post deles, o SHINee nunca tinha me conquistado de verdade – e nem sei se tem uma justificativa pra isso. Mas esse comeback, porra, que delicioso. “Good Evening” tem fácil uma das melodias mais lindas que escutei esse ano. Uma boa e inusitada homenagem ao colega de grupo que faleceu.

05) AOA – LADI DADI: Quanto ao AOA, aconteceu o inverso. Curto bastante o repertório delas, é um dos meus girlgroups favoritos de dentro da cena coreana, mas totalmente detestei a porcaria que elas escolheram trabalhar como single. Mil vezes tivessem apostado nesse dance caribenho datado como title, seria bem mais coerente com o que elas construíram até esse momento.

06) SHINEE – JUMP: Mais SHINee, pois esse mini foi sensacional. “Jump” é daqueles números house de festas ballroom noventistas que eu adoro. Bem voguin, bem boiola, como deve ser. Devia ter recebido MV.

07) FUJIWARA SAKURA – AKANE SASUKIRO TERASA REDO: Acabei não fazendo um post só para isso, mas a Sheena Ringo, uma das minhas j-véias favoritas, completa 20 anos de carreira agora em 2018. De modo a festejar isso, ela chamou vários artistas para regravassem sucessos dela, compilando tudinho um LP comemorativo. Não tenho a mais remota ideia de quem é essa hipster, mas a voz de bêbada casou maravilhosamente com esse arranjo eletrônico viajado que deram para “Akane Sasukiro Terasa Redo”. Ficou parecendo uma OST de “Steven Universe”.

08) MINMI – NAIMAKI: O LP da Minmi também tá tão gostoso. Essa é a minha favorita nele, parecendo alguma reinvenção japa eletrônica do que o Olodum faz aqui no Brasil. Que bop!

09) BTS – 134340: Fechando a trilogia alternê da playlist, o melhor treco do álbum mais recente do BTS. “134340” é ligeiramente estranha numa primeira ouvida, mas vai crescendo conforme novas chances são dadas. Gosto muito da mistura de elementos, de ser meio jazzy, mas com um ar oriental. Que flautinha maravilhosa.

10) UNI.T – NO MORE: Agora, o grupo feminino formado com as vencedoras do “The Unit”. “No More” é filha de “Don’t Be Shy” com “Why So Lonely?” e irmã mais nova de “Kiss On The Lips”. Talvez não tão legal quanto as anteriores numa comparação besta, mas ainda assim ótima. Pontos extras pra coreografia jogando a raba na câmera.

11) (G)I-DLE – LATATA: Title de debut do novo grupo da Cube. Preciso confessar que, num primeiro momento, tinha achado “Latata” apenas aceitável como um single de partida, mas hoje já estou viciadíssimo nessa bobagem chiclete que o BLACKPINK adoraria ter lançado ano passado. Rainhas.

12) E-GIRLS – SHOW TIME: Bizarro apenas uma b-side e a promocional do álbum se salvarem em toda essa era do E-Girls, sendo que uma delas nem soa como o megazord completo, sim como um follow-up do single mais recente do Happiness. Tá na hora da Exile arrumar a casa, viu. Colocar alguma outra gatinha de voz marcante para diferenciar as linhas, escolher umas demos melhores. Ou isso, ou perderei por completo meu interesse.

13) REOL – SAISAKI: A Reol continua tocando sua carreira como solista e a melhor decisão dela foi voltar a apostar na sonoridade que rolava no trio e não em rockish anime vibes. O que queremos é essa estranheza aqui com o poder de eclipsar a existência de Yasutaka Nakata. Por mais trecos do tipo daqui pra frente.

14) PRISTIN V – GET IT: Ainda outro debut, dessa vez da unit rampeira do Pristin. Eu curto bastante o bubblegum pop que o grupo completo fez em “Wee Woo” e “I Like”, mas esse estilo girlcrush, quando bem feito, é imbatível. Pinky e eu poderíamos nos casar e fazer uns filhos mestiços com tripla cidadania, né não?

15) (G)I-DLE – MAZE: Tenho certeza que já escutei essa mesma melodia do refrão em faixas anteriores do CLC, mas não é como se eu acompanhasse o K-Pop por originalidade, né? Melhor album track do ótimo mini delas.

16) SHINEE – ALL DAY ALL NIGHT: Fechando a participação do SHINee nessa atualização, mais um jam do álbum deles. O refrão gritado é tão legal, sendo agressivo, mas melódico. O modo como o instrumental vai crescendo também. Quem diria? Logo o SHINee…

17) REKISHI – KOUFUKURON: Enquanto a versão original disso aqui é um tiquinho mais pesada e voltada pro Ska, o Rekishi adicionou alguns elementos oitentistas, fazendo com que “Koufukuron” se assemelhasse sonoramente ao que esses grupos Pops de festival, tipo Neon Trees e Two Door Cinema Club, fazem. O resultado é surpreendentemente catchy.

18) KHAN – I’M YOUR GIRL?: Trigésima quinta tentativa da Euna Kim acontecer na indústria, dessa vez com um duo emulando Pop/R&B 2000s. Comigo, colou. Com o coreano médio…

19) AI – TSUMI TO BATSU: Aaaaaarrrrrggghh, como eu amo a versão original dessa aqui! Fiquei com medo de o arranjo com a AI não fazer jus, mas o clima “gospel” trabalhado por cima do vozeirão dessa deusa funcionou tão bem. Um dos melhores bagulhos japas desse ano até então.

20) KIMURA KAELA – KOKO DE KISS SHITE: Essa também é tão ótima no original, sendo fácil uma das melhores do excelente primeiro LP da Sheena Ringo. A diferença é que, nessa versão, as coisas estão “mais Pops”, tanto na interpretação da mina ali quanto no instrumental.

21) EYEDI – LUV HIGHWAY: Balada linda e super imersiva. Coitada da Eyedi. Devia ter esperado e tentado a sorte no “Produce 48” em vez do “FLOPNINE”.

22) DREAMCATCHER – YOU AND I: Dreamcatcher encerrando muito bem sua primeira saga. Deviam ter lançado um full album com tudinho feito até aqui. Torçamos para que as coisas não mudem tanto em próximos retornos.

23) BABYMETAL – DISTORCION: Melhor faixa do BABYMETAL desde 2013. Todos os elementos característicos do grupo estão lá. Há peso, mas há uma atmosfera (na falta de uma definição melhor) tosca que faz o pacote todo ser bem mais aproveitável e com um replay factor bem maior que canções do tipo costumam ter.

24) LADYBABY, LADYBEARD – BIRIBIRI MONEY: Vocês sabiam que o LADYBABY voltou a usar esse nome, chutou uma das duas pirralhas originais e adicionou outras três modelos no pacote, com o LADYBEARD voltando a ser amiguinho da banda e participando de uma faixa no single mais recente delas?

25) YYXY, GRIMES – LOVE4EVA: Encerrando o mês, a unit final do Loona entregando a “Gee” de 2018 e enfrentando o patriarcado sul-coreano através do white aegyo, a maior resistência ao machismo desde Xena, a princesa guerreira, salvando mulheres de serem sacrificadas em nome do deus Ares na primeira temporada da série. Grimes super útil no pacote todo. Não entendo o motivo desses OEC-fãs preferirem o girlcrush nojento a isso e abominarem todo o resto. :V

E de maio foi isso aí. Sugiro a vocês escutarem não só as que estão na playlist, mas também irem atrás das outras citadas no print lá no início do post. Algumas são tão legais quanto, outras até melhores.

Foi um ótimo mês, né? Compartilhem suas favoritas também. E bom junho para todos nós!

Anúncios

12 comentários em “PLAYLIST | Asian Pop 2018: Update de maio

  1. Que bom que você aceitou SHINee na sua vida, Lunei. Esse álbum deles tá matador mesmo, e já acho que tem chances de ficar melhor que o Misconceptions (o melhor deles, recomendo demais).

    Você curtiu Starlight das BOL4? Achei bem chata, acabei gostando mais de Wind e Travel…

    frozen >>>>>>>>> love4eva

    Curtir

  2. porra, lunei! vá se foder postando essa merda em dia todo mês, eu ainda tenho uma fila de uns seis álbuns pra ouvir pra fechar meus updates. Acho que talvez só roube os seus mesmo. :V

    Curtido por 3 pessoas

  3. “Você teve a audácia de falar dos nossos nenens flocos de neve desse jeito com esse seu sarcasmo nujento, só pode ser fã do OEC querendo que todos os grupos rebolem a raba no chão não é mesmo?” Asahshahsahshahshah

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s