iKON tem sua própria “I Love You” em “Killing Me”

iKON é daqueles exemplares de acts cuja grande maioria do repertório se afunda numa série de clichês relativos a boygroups que, bom, só costumam agradar mesmo a fatia de fãs que curtem esses estereótipos. Salvas exceções (“What’s Wrong?” é um Pop/Rock ótimo, “B-Day” e “Dumb&Dumber” são farofas divertidas), suas faixas ficam naquilo de rap “pesado” sem muita melodia e uns números românticos água com açúcar pouco memoráveis. Mas que, claro, ganham um plus “artístico” por virem da YG.

Então, eu meio que nem criei qualquer expectativa quando anunciaram comeback para semana passada. Ainda mais por terem hitado no início do ano com aquela Love Scenario sonolenta. Surpreendentemente, eles decidiram ousar um pouco mais nesse retorno…

Killing Me é bem diferente de tudo o que eles trabalharam como single até então pelo simples fato de, em vez de se preocuparem em seguir à risca os chavões de grupos masculinos, dessa vez, terem se preocupado em entregar uma MÚSICA boa, que funcionaria tanto com vocais de caras, quanto com vocais de garotas, já que ela é a mais importante no pacote todo, sem as “regras não escritas” que separam as sonoridades em gêneros no K-Pop.

Com as devidas proporções, é como se essa fosse a “I Love You” deles em esquema de construção sonora. Os versos mais contidos ao início, com o instrumental por trás apresentando poucos elementos, estourando no refrão e aumentando mais e mais após ele. Está tudo lá. E tudo isso funciona, agrada, dá vontade de repetir. Obviamente, não chega aos pés do hit do 2NE1, um dos melhores trecos do ano que foi lançado, mas também não precisa chegar para ser bom.

Torço aqui para que “Killing Me” seja um recomeço ao iKON em questão de repertório. Sucesso e nome eles já têm garantidos, não custa aos produtores se esforçarem um pouquinho mais por músicas que despertem vontade de ouvir em todos os públicos, não só na fanbase ou nos que curtem clichês para meninos.

Do mini, curti também o rockzinho de “Freedom” e o retrô 50s de duplo sentido em “Cocktail”.

Anúncios

5 comentários em “iKON tem sua própria “I Love You” em “Killing Me”

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s