off topic: Um ano atrás eu falava do meu passado ~metaleiro~ no Whatever Music, venham relembrar *0*

2017 foi um ano bem forte dentro do limitado nicho de blogs que comentam asian pop aqui no Brasil. Tinha quase uma dezena de sites relativamente movimentados em quantidade de conteúdo (as postagens eram quase diárias), qualidade e variedade de linguagens e propostas.

No abandonado Whatever Music, a yukuza girl Carla (que agora está com um outro blog, Whatever Music Basement) recebia vários nomes ilustres da patotinha que intitulamos como Blogosfera Fundo de Quintal para sair um pouco de sua zona de conforto e comentar um par de faixas aleatórias escolhidas por ela, rendendo uma porção de postagens inusitadas. No dia 16 de outubro de 2017, exatamente um ano atrás, fui eu o convidado para dar os meus pitacos a respeito de duas músicas do Pantera que eu nunca mais ouvi depois disso:


Pantera, metal e o fantástico mundo do Lunei

Olá, leitores do Whatever Music. Eu sou o Lunei, autor do icônico blog Esquadrão Lunático. A convite da Carla, estou aqui para relembrar a minha adolescência escrevendo sobre… Metal!!!1 Mais especificamente, sobre duas faixas do Pantera, uma banda americana dos anos 80 que fez muito sucesso nos anos 90.

Falar de Pantera (e de Metal como um todo) meio que me obriga a falar da minha adolescência, visto esse ser um nome comumente adorado pelo pessoal metaleiro/roqueiro de colégio que acredita ser melhor ou mais instruído apenas por negar modinhas atuais, preferindo se render à modinhas de anos atrás.

Tem um tempinho que fiz o Ensino Médio – atualmente, estou no 8º período da faculdade, é só fazer as contas -, mas não acredito que as coisas tenham mudado tanto de lá pra cá. À minha época, lembro de andar com uma galera assim. Alguns, inclusive, tinham banda e debochavam de todos que não compartilhavam de suas preferências musicais. Transar mesmo, ninguém transava.

Eita, to partindo pra ofensa já. Me desculpem, esqueci que tenho que ser polido quando estou fora do meu blog.

Enfim, o Metal, ao menos comigo, quando não fingia que gostava e conhecia de tudo apenas para pagar de culto para esses virj… Digo, entusiastas de cabelo comprido, nunca funcionou numa totalidade. Isso por, num geral, mesmo com outros estilos dentro do Rock, eu sempre preferir faixas que tenham um apelo mais… Pop. O que justifica eu, mentalmente, enquanto escrevo esse parágrafo, estar conseguindo listar umas 20 ou 30 faixas de Metal que foram utilizadas como single por uma porção de grupos, mas não ter a menor ideia de em que álbuns elas podem estar.

O Pantera, por algum acaso do destino, nunca entrou nessa lista. Não sei o porquê, não tem justificativa. Sei que eles existem, até já escutei coisa deles, mas nunca parei pra prestar atenção de verdade. Se eu tivesse, “Walk”, pelo menos, faria parte…

O interessante sobre essa música é ela, mesmo com todos os elementos característicos do Metal, ter uma construção predominantemente Pop. Temos versos fortes que prendem até que o refrão pegajoso e de fácil reprodução chegue, uma melodia contagiante e até uma bridge redondinha, apresentada aqui na forma de um solo de guitarra. A duração dela, ainda que passando de 5 minutos, é boa e coerente com a proposta, pois não tem encheção de saco e momentos inúteis só para os musiqueiros mais pedantes utilizarem como pretexto para alegar que ela é superior ou “mais artística” que as de outros. Gosto bastante. Inclusive, vou até anotar aqui para adicionar numa playlist no Spotify mais tarde.

Já “Cowboys From Hell”, vai quase nessa mesma linha, mas com um pouco mais de energia colocada no instrumental e na interpretação. Não é tão “Pop” quanto a anterior, tanto que, enquanto eu escrevia esse parágrafo, ela já terminou e mal consigo lembrar do refrão, mas ainda assim agrada e funciona como uma faixa de Metal. A título de comparação, “Walk” funciona também como uma canção normal, mesmo se vocês não forem muito com a cara do estilo.

A música tem que me divertir, não importa qual o estilo dela…

Bom, essa aqui foi a minha contribuição para o incrível crossover de blogueiros fundo de quintal aqui do Whatever Music. Foi super divertido de participar, ainda mais por a Carla não me obrigar a escrever sobre Monsta X, Big Bang ou merdas do tipo. (…)


Nessa mesma linha, o Dougie, do Why, Dougie?, comentou Missy Elliott, o Ramon, do falecido MAIMYU, falou de sei lá quem da mpb, o ridículo do Sowon Xiita, do falecido² Asia on Fire, escreveu sobre Backstreet Boys, o Adriano, do falecido³ The Misconceptions of Me, opinou sobre Kendrick Lamar, o Bruno, do falecido4 Asian Mixtape, postou sobre uma das minhas músicas/clipes favoritos da vida, Bad Girls, da M.I.A., assim como vários outros que podem ser conferidos lá no blog.

Fica aí o meu lamento através desse off topic pela chatíssima implosão da blogosfera fundo de quintal no último semestre. Esse cenário era bem mais interessante com um número maior de participantes na jogada. Enfim, é a vida.

Anúncios

7 comentários em “off topic: Um ano atrás eu falava do meu passado ~metaleiro~ no Whatever Music, venham relembrar *0*

  1. adorei o post…. mas citar o fim de uma era onde existiam 666 blogs, com pautas falando de menininhas asiáticas de saia plissada e chuquinha, temperadas no açúcar, roubou todo o protagonismo dos metaleiros.
    Uma pena né metaleiros, sempre tombados, mas né… choices
    Amei tbm o feat do EL com Adore Delano, rainha de libra que não precisa de RuPaul pra tomar sashay away. Pega suas coisinhas e sai.

    Curtido por 1 pessoa

  2. Bacana relembrar essa época de colaborações entre a blogosfera e a diversidade de análises, de Pantera a Missy Elliott…

    E gostei da reflexão sobre a pessoa ouvir o que gosta, sem se preocupar com estilo. Também conheci metaleiros que achavam que tinha que ouvir rock pra ter atitude. Quer dizer, quer mais atitude que a Chuu ir drogadona num programa de variedades?

    Rainha!

    Curtido por 1 pessoa

  3. A blogosfera está morta porque o blogueiro que servia de inspiração para todos morreu. No caso eu.

    Brincadeira hahaha mas alguns já vieram me falar que abriram blog por minha causa, então é mesmo uma brincadeira? rsrsrs

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s