“Kiss and Make Up”, colaboração do BLACKPINK com a Dua Lipa, já está entre nós

E soa mesmo como algo que tanto o grupo quanto a gostosa lançariam em seus catálogos.

Não sei vocês, mas estou achando bem interessante esse boost de popularidade internacional do K-Pop por conta do BTS. Parte da ideia central da cena Pop sul-coreana era mesmo conseguir uma projeção mundial, de modo a se sustentar e atrair pessoas de fora. E, huh, eles conseguiram, né?

Quer dizer, hashtags relacionadas a algum treco coreano aparecem todos os dias entre os TTs mundiais, vários grupos de lá têm feito turnês ocidentais. O próximo passo para tal febre (antes de o fogo se apagar novamente) seria mesmo uma patota de acts high profiles colaborando com acts capopeiros. E dos alguns que saíram nos últimos tempos, Kiss and Make Up é fácil o melhor – além de, genuinamente, conseguir abraçar ambos os envolvidos, de maneira orgânica.

Enquanto Get Dumb não soa como Crayon Pop, Vente Pa’ Ca não soa como algo que pensariam para uma carreira solo da Wendy, Lo SientoOtra Vez são o Super Junior se adequando à moda e Idol e ‘MIC Drop são só uma bosta, “Kiss and Make Up” consegue não só unir corretamente a Dua Lipa com o BLACKPINK numa sonoridade familiar a ambos, como gerar uma música realmente bacana de ouvir do início ao fim.

Particularmente, estou meio enjoado desses dancehalls tropicals e suas variações para curtir de verdade isso, mas aí já é algo super subjetivo. Ponto para o BLACKPINK. Torçamos para que, agora, elas comecem a lançar musicas legais assim como singles próprios em vez das porcarias habituais.

😀

coitada da CL

Anúncios

13 comentários em ““Kiss and Make Up”, colaboração do BLACKPINK com a Dua Lipa, já está entre nós

  1. Só senti falta da parceria do músico francês com o boygroup A.C.E ser mencionada, já que eles eram até então os recentes queridinhos do Bruno do Asian Mixtape (sdds) e também pra agradar as fãs de boygroups de 10 anos

    Curtir

  2. Uia, e não é que ficou bom mesmo? Parabéns pra todas as envolvidas!

    Obs.1: podemos contar essa como mais uma música no catálogo do BLACKPINK, mesmo elas sendo tecnicamente as convidadas da faixa?

    Obs.2: na hora de listar as colaborações do k-pop com atos gringos, faltou colocar essa aqui:

    (ainda me pergunto o que a Grimes pensa sobre a participação dela numa música se restringir a falar por cinco segundos em vez de cantar)

    Curtir

  3. Continuo achando que tá todo mundo olhando isso da maneira mais perecível possível: não me parece o caso de ser o k-music se tornando forte e autônomo o suficiente para chamar a atenção dos Estados Unidos, que *puf* abriu as portas pras bonecas de porcelana, mas literalmente o k-music se tornando forte e autônomo para puxar os Estados Unidos para si, que é fraco fraco fraco em todos os pontos possíveis do panorama musical.

    Dua Lipa não tá fazendo música com Blackpink porque kpop agora é k00l e isso é uma diegese interessante. Tá fazendo música com Blackpink porque claramente elas são, mesmo com o som datado e ultrajante, mais competentes que todo o repertório de Dua Lipa e as pessoas vão simpatizar com ela enquanto a fama tá vindo toda do grupinho da YG.

    O discurso é ótimo pra todo mundo, sério, só não é bem uma abertura de mercados, mas um desespero americano de justificar o capitalismo autodestrutivo em que qualidade e entretenimento deixou de ser marcante lá por 2004.

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s