Uma personagem foi apalpada no primeiro episódio de “Darling in the FranXX”

E aí que, ontem (13), estreou no Japão um dos animes mais esperados dessa temporada, Darling in the FranXX. Para a galera que não acompanha esses troços otacos, o hype criado em cima da delícia se deu por a mesma ser uma produção dos estúdios A-1 Pictures e Trigger, que já soltaram animações que fizeram bastante sucesso e de qualidade bem alta, como “Kill la Kill”, “Little Witch Academia”, “Kiznaiver”, “Sword Art Online”, “Magi” e segue a lista.

Não cheguei a ler o mangá da história, então não tinha qualquer perspectiva do que viria pela frente em termos de tom, só de conteúdo dado pela sinopse (mechas, lutinhas com monstros gigantes e pá). Então, me foi uma certa surpresa ver que, em meio a dezenas de comentários extremamente positivos passando pela minha timeline, uma boa quantidade de pessoas estava reclamando do tal anime win/win, pois, segundo eles, havia rolado uma cena sexualmente abusiva no episódio inicial.

Meu lado lacrativo, automaticamente, cogitou retuitar o máximo possível daquilo, mas em 2018 estou tentando ser bem mais ponderado e usar a cabeça antes de ir com a manada. Então, resolvi assistir o dito cujo antes de emitir alguma opinião.

E o que rolou foi isso aqui:

Continue lendo “Uma personagem foi apalpada no primeiro episódio de “Darling in the FranXX””

Anúncios

Obrigatório post de primeiras impressões de “Cardcaptor Sakura: Clear Card”

E aí que o primeiro episódio de Cardcaptor Sakura: Clear Card já está entre nós e, como tenho um blog otaco, obrigatoriamente preciso fazer um post de primeiras impressões.

Confiram abaixo os meus pitacos super cheios de boa vontade a respeito dessa obra de anos 90 nostalgia fofura. Sakura cartas novas velhos personagens fãs adultos. CLAMP sucessos fórmula público familiar chegou

Continue lendo “Obrigatório post de primeiras impressões de “Cardcaptor Sakura: Clear Card””

ANIME REVIEW | Devilman Crybaby (2018)

Bom, é janeiro de um ano novo. Hora de dar um tempinho nos lançamentos otacos, buscar umas coisas de antigamente que ainda não assisti e esperar uns meses até que a temporada caminhe para o final e, só então, começar a conferir os desenhos atuais.

Huh, pera, a Netflix resolveu soltar um anime completinho apelando para uma obra clássica do gênero e todo mundo está comentando tal pornozão? Oh wow, lá se vão minhas férias…

Continue lendo “ANIME REVIEW | Devilman Crybaby (2018)”

Os 10 melhores animes que assisti de 2017 (+ uns troços de outros anos)

Antes de tudo, vale ressaltar que 2017, em especial, foi um ano que considerei como fraco para produções animadas japas num geral. Puxando de cabeça aqui, devo ter acompanhado um pouco mais que trinta desenhos das últimas temporadas. Outros eu até comecei a assistir, mas desgarrei logo no começo, outros ainda eu sequer consegui desenvolver qualquer interesse em passar da sinopse.

Rolaram uns trecos bem qualquer coisa que as pessoas resolveram exaltar por sabe-se lá qual motivo, tipo aquele SukaSuka genérico pra caralho. Tiveram também uns trecos horrorosos sendo bizarramente aclamados, como aquele anime do cara que entra no corpo de uma menininha numa guerra e o doentio Eromanga Sensei, defendido como “normal” por redatores de sites grandes, mesmo sendo sobre um pedófilo querendo comer a irmãzinha dele.

Acho que, dos que tomaram grandes proporções com o púbico, o único que deixei passar foi “Re:Creators”. Por comentários de amigos, é bem provável que eu o adorasse e ele entrasse na lista, mas não deu pra assistir. Ano de TCC, não rolou muito tempo livre. Tanto que quase nem li mangás nesses meses.

Enfim, sem ordem de preferência, aqui vão os meus 10 animes favoritos de 2017 + uns trecos de anos anteriores que só consegui ter contato agora…

ANIME REVIEW | Little Witch Academia (2017)

Eu poderia pensar numa introdução engraçadinha envolvendo alguma piada usando ícones da animação aqui, mas prefiro ir direto ao ponto dessa vez: Little Witch Academia é, de longe, um dos melhores animes lançados esse ano.

Vocês podem concordar ou discordar. Abaixo, vão alguns dos meus motivos para afirmar isso…

Continue lendo “ANIME REVIEW | Little Witch Academia (2017)”