Solji relança “Dreamer” para a primeira parte do [Re:flower] PROJECT, do EXID

E aí que o EXID, como um ~presente para os fãs~, resolveu que, uma vez por mês, até agosto, irá relançar como single alguma album track não trabalhada, mas em novos arranjos, intitulando isso como “[Re:flower] PROJECT”.

O primeiro material retirado disso foi o solo da Solji no “Full Moon”, Dreamer

Continue lendo “Solji relança “Dreamer” para a primeira parte do [Re:flower] PROJECT, do EXID”

Anúncios

ALBUM REVIEW | EXID – Full Moon (2017)

No final do ano passado eu estava ridiculamente ocupado com, bom, coisas de final de ano + coisas de final de faculdade. Por tanto, alguns trecos bem legais que saíram nos últimos meses de 2017 acabaram não sendo comentados com a devida atenção que mereciam.

Como estou ridiculamente desocupado e com preguiça para buscar alguma outra série/anime pra matar meu tempo após maratonar “The Handmaid’s Tale”, “Big Little Lies” e “Caçadores de Trolls”, resolvi dar um gás nessas resenhas atrasadas. Começando pelo mais recente EP do EXID, o Full Moon

Continue lendo “ALBUM REVIEW | EXID – Full Moon (2017)”

Dreamcatcher e Weki Meki soltam singles comemorativos melhores que comeback do Twice

HUAHUAHUAHUAHA, desculpa, não resisti. Onces, não me matem. Btw, não é como se não fosse verdade, né? :v

Enfim, contextualizando, as meninas do Dreamcatcher e do Weki Meki estão de volta com novos singles que não são bem seus comebacks, mas sim comemorando/representando algo. No caso das primeiras, o primeiro aniversário de pacto debut.

Confiram Full Moon

Continue lendo “Dreamcatcher e Weki Meki soltam singles comemorativos melhores que comeback do Twice”

Apesar dos pesares, “Lower” é ainda outro house legal vindo do (que restou do?) F(x)

Eu sou realista. Com a amadurecida de imagem que a SM deu para o Red Velvet no final do ano passado, com a ótima “Peek-a-Boo” (review do “Perfect Velvet” aqui), além das notinhas aqui e ali de um novo girlgroup a ser debutado em breve, é bem provável que o F(x) já tenha morrido e só falte mesmo enterrar através de um anúncio oficial.

Dito isso, nem sei se é bom ou ruim soltarem um STATION com a Luna e a Amber. Seria o prenúncio de uma unit póstuma apenas com a dupla? De duas carreiras solos impraticáveis dentro da empresa? Ou um gostinho do que pode ser um comeback do quarteto nesse ano que acaba de começar?

Bom, não tenho ideia. Ao menos, Lower está bem boa…

Continue lendo “Apesar dos pesares, “Lower” é ainda outro house legal vindo do (que restou do?) F(x)”

Momoland abraça seu lado tosco (Jooe) e acerta novamente com “Bboom Bboom”

Momoland sempre foi um caso engraçado dentro do universo desse blogzinho. Todas as faixas delas me soavam inespecíficas, fazendo com que, sempre que ia colocá-las numa raspa semanal, tivesse que parar para pesquisar se aquele era o debut. Tudo bem ruim, imemoriável.

Suspeito que elas eram desconhecidas para os sul-coreanos também. Até que Jooe, por sabe-se lá qual motivo, resolveu despirocar nas apresentações ao vivo da versão EDM da grotesca “Wonderful Love”, virando um meme ambulante por seu excesso de energia fumada, rendendo comerciais ridículos e participações maravilhosas em vários programas.

Logo depois elas retornaram com Freeze, que eu curti logo de cara e escuto até hoje (o pianinho circense satânico é bom demais) e, uou, alguma expectativa para um comeback tinha que aparecer, né? Confiram Bboom Bboom

Continue lendo “Momoland abraça seu lado tosco (Jooe) e acerta novamente com “Bboom Bboom””