TAG | Amor à terceira ouvida

Olá, jovens. Vocês sabem quem é Carlos Dalla Corte? De gosto duvidoso para música, cinema, TV, animes e mulheres, esse jovem youtuber, ex-colunista do site Intoxicação Animentar e futuro dentista é também responsável pelo poético blog Delírios da Madrugada, uma adaptação capopeira da revista Piauí muito popular entre os fãs do segmento aqui no Brasil.

Pois bem, tal figura pitoresca, da mesma forma que Madonna e eu, parece acreditar que é importante estar por dentro do que é lit, de modo a conquistar bastante visibilidade entre os millennials. Então, resolveu me marcar em, vejam só, uma tag.

SIM!!1! Já deve ser a décima terceira corrente que participo desde o final do ano passado. Dessa vez, o propósito da delícia é listar 5 músicas (+ 1 extra opcional) que eu achava uma bosta, continuei achando uma bosta num segundo momento, mas que, tempos depois, resolvi dar uma nova chance e, uou, já tava gritando que é hino.

Enfim, cliquem ai no “continuar lendo” para me ver revelando alguns guilty pleasures e rasgar seda de maneira atrasada para uns troços que eu já falei bem mal por aqui…

Nota: Para essa lista, resolvi desconsiderar canções que eu não liguei tanto para a existência à época de seus lançamentos, que passaram despercebidas ou coisa parecida, listando apenas faixas que eu desgostei num primeiro momento, com a minha opinião mudando depois da água para o vinho. De nada adianta, por exemplo, eu colocar algo do T-ara aqui com a justificativa de eu só ter começado a curtir a discografia delas em 2014, sendo que, a real, é que eu apenas não me importava com elas antes disso. Esclarecimentos feitos, vamos começar…

Continue lendo “TAG | Amor à terceira ouvida”

Anúncios

TAG | Eu respondo, vocês respondem

Olá, meninaaaaaaas. Como estão? Eeeeu sou Igor Lunei e essa aqui é mais uma tentativa minha de me equiparar com outros blogueiros de bem menos idade que eu, participando de, vejam só, mais uma tag onde abro o meu coração sobre coisas da vida… *o*

No caso, essa “Eu respondo, vocês respondem” começou lá no Old New K-Pop, novo blog da icônica Vespaquita em parceria com o Ethan, formando praticamente uma versão fundo-de-quintal do Trouble Maker. Quem me marcou nessa foi o 9nho Adriano (sempre ele), do The Misconceptions Of Me, maknae da blogosfera asiática brasileira.

A tag consiste em, basicamente, eu contar uns troços sobre a minha trajetória inicial no meio capopeiro. Então, preparem-se para muitas revelações sobre o Lunei tosquíssimo dos anos 2000, que achava que a BoA era japonesa, ia para lan houses queimar CDs, passava tardes inteiras escutando rádios online e escondia de todos os amigos otakus que gostava de Pop coreano, mas ia até o chão quando o break de “The Boys” chegava…

TAG | O definitivo ranking das girlbands coreanas (segundo esse blog)

Uou, estou bem jovem, bicho! Tanto que, de dezembro pra cá, esse já é o terceiro post de tags a rolando aqui no blog. Para melhorar, dessa vez, sou eu mesmo quem está começando essa delícia.

Pois bem, eu e o coleguinha millennial Adriano, o 9nho do The Misconceptions Of Me, maknae da blogosfera-capopeira-fundo-de-quintal, resolvemos nos juntar para criar os nossos próprios rankings de girlgroups baseados no modelo da revista coreana Sports Chosun.

Não estão entendendo nada? Explicarei. Durante um tempo, a redação dessa revista, por algum motivo que ninguém nunca questionou, resolveu listar quais os grupos femininos mais estáveis/influentes da cena Pop sul coreana, separando-os em categorias de títulos plenamente respeitáveis, como “parede inquebrável”, “linha da popularidade magnética” e por aí vai.

Entretanto, como não temos por aqui nenhum meio de medir a audiência e a opinião do coreano médio, resolvemos quaisquer critérios de relevância e montar uma lista partindo única e exclusivamente do nosso gosto pessoal… *O*

Então, será que as suas favoritas pegarão uma posição alta? Será que grupos de alto escalão e campeões em vendas acabaram morrendo na praia para que atos explosivos como Pocket Girls, Six Bomb e Vividiva brilhassem? Será que eu realmente O-D-E-I-O o Red Velvet com todas as minhas forças? Essas e outras dúvidas serão sanadas se vocês clicarem aí no “continuar lendo”, conferindo o ranking definitivo de girlbands coreanas (de acordo com esse blog, btw):

Continue lendo “TAG | O definitivo ranking das girlbands coreanas (segundo esse blog)”

TAG BEBOP: tudo (ou quase) sobre o meu gosto por animes

E aí que eu estava dando uma olhada nos posts recentes de meus colegas da blogosfera fundo de quintal e me deparei com uma tag reproduzida pelos caras do Divisão Paralela aqui e aqui que acabou por chamar a minha atenção e, vejam só que millennial, me deu vontade de participar.

Nela, a Thais Lara, autora do blog Nave Bebop e criadora da tag (vejam o post dela aqui), baseada em questões de um livro de Jazz e MPB que estava lendo, resolveu bolar algumas perguntas para extrair um pouco de seu gosto por animes, focando em estilos de obras, autores e etc.

Costumo ser péssimo nesses troços, pois me vejo bem mais tranquilo perguntando numa apuração que respondendo. É um mal de jornalista? Tomara que não piore quando eu me formar. Porém, me esforcei ao máximo para recordar o tipo de animação japa que me agrada atualmente e me satisfez ao longo dos anos. Espero não ter esquecido muita coisa.

De qualquer forma, cliquem aí para continuar lendo e me vendo pagar de 9nho-que-faz-tag como se eu fosse o Adriano do TMOM… *o*

Continue lendo “TAG BEBOP: tudo (ou quase) sobre o meu gosto por animes”