TOP 40 | As melhores faixas do K-Pop em 2016 (10ª até 01ª)

Com 30 músicas já cortadas, é hora de o top 10 com as maiores, melhores, mais lindas, sensuais, grudentas e deliciosas faixas lançadas no K-Pop em 2016 ser revelado – pela segunda vez, visto isso ser um re-post, atualizando para o layout do WordPress. Finalmente, nenhum buraco restará na aba de “melhores do ano” aqui do blogzinho, aquietando meu TOC de uma vez por todas.

Honestamente, vejo 2016 como um dos piores anos dessa década para o K-Pop. Boa parte das músicas que eu lembro ter curtido na época acabaram não sobrevivendo em minhas playlists conforme o tempo passou. Em contrapartida, é válido citar também que uma porção de canções que eu tinha deixado de lado num primeiro momento foram crescendo bastante (2/3 do pódio são de trecos que nem entraram na lista original). Então, huh, os destaques foram realmente destaques, embora não tantos quanto 2015 ou 2017.

Quem irá se juntar a “The Boys”, “Sexy Love”, “Wild”, “Red Light”, “Crazy” e “Eclipse” no meu panteão particular de capopes? Vamos descobrir…

Continue lendo “TOP 40 | As melhores faixas do K-Pop em 2016 (10ª até 01ª)”

Anúncios

TOP 40 | As melhores faixas do K-Pop em 2016 (25ª até 11ª)

E lá vamos nós com a segunda parte do top com as melhores faixas do K-Pop em 2016 – versão atualizada para a diagramação do WordPress + adaptações para o meu apuradíssimo gosto musical em 2018 (hahaha).

Para agora, aquele clichê de rankings na blogosfera fundo de quintal: todas canções incríveis, maravilhosas, mudadoras de vida, verdadeiras pérolas, mas que, por pura subjetividade desse que vos escreve, acabaram não figurando entre as 10 mais.

Quais hinos morrerão nesse corte final? Será que incluí “Someone Like U”, vulgo capope favorito da blogosfera fundo de quintal 2 anos atrás? E o quão alto eu consegui colocar uma música vergonha alheia do Twice apenas pelo choque? Sem mais enrolações, vamos descobrir…

Continue lendo “TOP 40 | As melhores faixas do K-Pop em 2016 (25ª até 11ª)”

Lembram quando o EXO emulou filmes trash de sci-fi na ótima “Lucky One”? (2016)

Juro que não é implicância com as xoxoticas espumando lá no post de “Gravity” – mesmo porque, elas já foram eclipsadas pelos onces espumando no post de “YES or YES”, vida que segue -, mas toda essa movimentação a respeito de EXO nos últimos dias fez com que eu me viciasse novamente em Lucky One, uma das minhas favoritas em 2016…

Continue lendo “Lembram quando o EXO emulou filmes trash de sci-fi na ótima “Lucky One”? (2016)”

É, o EXO dispensou uma joia sonora, “Gravity”, para trabalhar a irritante “Tempo”

Quando o EXO retornou semana passada com a irritante Tempo (leiam aqui o meu post profundamente aprofundado), vários de vocês aqui, no Twitter e no blog do Dougie panfletaram a Gravity abaixo, alegando que o grupo havia deixado uma de suas melhores músicas até então apenas como album track em prol do lead single bobão lá.

E, bom, vocês estavam certos…

Continue lendo “É, o EXO dispensou uma joia sonora, “Gravity”, para trabalhar a irritante “Tempo””